home 16ª Jornada de Comunicação 10 sites de jornalismo independente que você precisa conhecer

10 sites de jornalismo independente que você precisa conhecer

As Faculdades Integradas Rio Branco, promovem nessa semana a 16º Jornada da Comunicação Audiovisual e Design, que conta com diversas palestras direcionadas a diferentes temas. As palestras terminam nessa quarta-feira (18) com chave de ouro, num debate sobre jornalismo independente. Para saber mais sobre o assunto, selecionamos dez sites para você ficar por dentro do conteúdo. São agências e iniciativas que não estão ligadas a nenhum veículo da grande mídia, nem a partido político, organização ou empresa. Jornalistas que querem, pura e simplesmente, informar e possibilitar ao leitor a oportunidade de não ser manipulado por um único discurso. Confira!

Leia mais sobre o presente e o futuro das mídias independentes no Brasil

 

 

O site é cheio de conteúdo divido por editorias que não estão no jornalismo convencional. Negros, LGBT, Rio Doce e Feminismo compõe quatro das nove divisões de direcionamento de assuntos. Uma ótima fonte para aprender a pensar fora da caixa!

 

No seu próprio slogan “agência de jornalismo das periferias”, Mural, já especifica seu tipo de jornalismo. Voltado totalmente para as regiões periféricas de São Paulo, desenvolve projetos que são descritos no Blog Mural, ou em seu tema objetivo, como Mural nas Escolas ou Expo Mural.

 

Com o foco na segurança pública, justiça e direitos humanos, a Ponte discorre sua page com todas as suas matérias produzidas de interesse público, que todos os brasileiros deveriam ler. Clique e descubra como é o jornalismo independente deles!

 

Talvez um dos mais completos sites que estão na lista. A Agência Pública traz reportagens tão interessantes sobre jornalismo investigativo que instiga o leitor a continuar lendo. Com um editorial apenas de Violência Policial, Olimpíada e Ditadura, cada clique é direcionado para algo único e importante. Nele, também consta uma lista dos principais sites de jornalismo independente para te ajudar a pensar diferente dos demais.

 

Cenas da Cidade é um canal no Youtube que tem como objetivo dar voz a personagens da cidade. Tratando de assuntos polêmicos como transexualidade e chegando até doação de medula, os vídeos são bem dinâmicos e mostram outro ponto de vista da vida em sociedade.

 

Narrativas Independentes, Jornalismo e Ação, é o lema do Mídia NINJA. O movimento se popularizou durante as manifestações em 2013 que moveram o país. Com informações em tempo real, o Mídia NINJA está onde a luta social está.

 

Ganhando cada vez mais a confiança do leitor como um veículo de credibilidade, Nexo é um jornal digital independente, que busca explicar com precisão os principais fatos do país. Atualizo diariamente, o portal tem por objetivo apresentar temas relevantes de forma clara e plural, longe dos veículos da grande imprensa que vemos por ai!

 

Ativa desde 2013, a organização sem fins lucrativos Amazônia Real tem como pauta principal questões da Amazônia e de seu povo, buscando dar voz a  têm pouco espaço e visibilidade na mídia popular. Entre suas editorias estão Povos Indígenas e Questão Agrária, que atraem o leitor para um cenário raramente discutido.

 

E quem achou que as mulheres não tinham vez, se enganou! O coletivo Nós, mulheres da periferia é formado por oito jornalistas e uma designer, todas moradoras de bairros da periferia de São Paulo. A equipe tenta reduzir a falta de representatividade na mídia, publicando informações que têm por objetivo extrapolar a questão de gênero a atingir o campo social e étnico.

 

Nascido em Mossoró (RN), o coletivo Repórter de Rua volta às origens do jornalismo e foca na reportagem de rua, aquela em que o repórter só é repórter se for sujar o pé na lama. Apesar do modelo tradicional, todas as reportagens são produzidas em formato multimídia, trazendo também a tecnologia ao leitor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *